Quase 10 mil pessoas retiraram senhas para cadastro da Cohapar

19

Mais de 9.500 moradores de Santo Antônio da Platina conseguiram senha para o preenchimento do cadastro da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar). Todas essas pessoas são candidatas à casa própria por meio de programas do governo Federal, como o Minha Casa Minha, em parceria com o Estado do Paraná.

A distribuição de senhas ocorreu durante 15 dias do mês passado. Desde segunda-­feira, 3, quem pegou a senha já pode preencher o cadastro, que posteriormente será avaliado por técnicos do governo federal.

A distribuição das senhas foi indiscriminada, mas para conseguir o financiamento de uma casa pelos programas assistenciais, é preciso se enquadrar em uma série de critérios pré-­estabelecidos pelos governos estaduais e federais.

De qualquer forma, segundo o diretor da Secretaria Municipal da Assistência Social, Israel Júnior, a corrida pelo cadastro evidencia o tamanho do déficit habitacional da cidade, e melhora as condições de negociações entre a prefeitura de Santo Antônio da Platina e o governo do Estado, no sentido de aprovação dos projetos de construção já encaminhados à Cohapar. “Das 26 cidades da abrangência da Amunorpi (Associação dos Municípios do Norte Pioneiro) Santo Antônio foi a que reuniu maior número de interessados. Batemos o recorde de público”, comentou Júnior agradecendo todo o apoio que a secretaria recebeu para recepcionar os moradores interessados nas senhas. “Nos 15 dias em que funcionou a distribuição de senhas no Centro de Convivência do Idoso, recebemos apoio de vários órgãos e instituições da cidade, como o Tiro de Guerra, a Faculdade do Norte Pioneiro (Fanorpi), e do sistema S da Federação do Comércio e Indústria do Estado. “O Senac recepcionou o público oferecendo corte de cabelos gratuitos; o Sesi realizou exame de acuidade visual; o Senat proferiu palestras sobre prevenção de dengue e deu orientações de cuidados com o trânsito em rodovias; o Senai fez simulação de acidentes para a prestação dos primeiros socorros, e o Sesc fez recreação com as crianças que estavam na fila com suas famílias. A Fanorpi divulgou cursos e falou da importância de cursar o ensino superior. Os atiradores do Tiro de Guerra ajudaram muito na organização geral do público”, explicou.

Os trabalhos de distribuição de senhas também contaram com cerca de 40 pessoas, entre técnicos da Cohapar da regional de Cornélio Procópio, da Assistência Social e servidores municipais. “Também contamos com a presença de técnicos de enfermagem para caso de alguém passar mal. Afinal, atendemos cerca de 350 pessoas por dia”, completou.

Toda essa estrutura vai continuar a partir de agora, também no Centro de Convivência do Idoso, até o dia 4 de setembro, período em que será feito o cadastramento de todos os que pegaram senha.

Lançamento­ Na manhã de ontem, no Centro de Convivência do Idoso, o prefeito de Santo Antônio da Platina, Pedro Claro de Oliveira Neto fez a abertura do período de cadastramento. Ele lembrou que esse serviço não era realizado na cidade desde 1999. A Cohapar enviou o subgerente da unidade de Cornélio Procópio, Fernando Gonçalves para prestigiar o evento, assim como o deputado estadual Pedro Lupion (DEM) também estava representado na ocasião.

Comentários

FONTEG1
COMPARTILHE