Prefeitura garante água para moradores em 30 dias

Finalmente as famílias do distrito de Conselheiro Zacarias vão ter o problema de abastecimento de água solucionado.

13

Finalmente as famílias do distrito de Conselheiro Zacarias vão ter o problema de abastecimento de água solucionado. Após a perfuração de um poço artesiano em 2014 de aproximadamente 200 metros de profundidade, a bomba instalada não foi compatível com a rede de energia, que precisou ser trocada. A execução do projeto pela companhia de energia Copel já foi cumprida, e desta forma o setor de planejamento da prefeitura de Santo Antônio da Platina garantiu que no prazo de 30 dias serão instalados as duas caixas de água (10 mil litros cada), uma bomba de água e todo encanamento. Diante disso, todas as famílias terão acesso à água potável e sem racionamento.

A Tribuna do Vale acompanhou todos os procedimentos tomados pela prefeitura desde as primeiras reclamações. Em uma série de reportagens, acompanhou as dificuldades das famílias e constantes viroses causadas pela ingestão de água contaminada.

Na segunda-feira, 3, o eletricista da prefeitura Reginaldo Ferrari, informou que estará no local junto a outros profissionais para avaliar como serão feitas as instalações. Segundo Ferrari, o sistema de coleta de água vai ser automatizado – sem precisar de uma pessoa para ligar e desligar a bomba. “Vai ser o mesmo sistema feito no Monte Real. Não será necessário o uso manual para o abastecimento diário”, garantiu.

Por outro lado, o secretário de Planejamento, Orlando Pimentel, explicou que serão instalados 1,5 mil metros de encanamento, instalação de uma nova bomba de água e a mudança de local do reservatório antigo. “Vou providenciar maquinário para concluir as obras o mais rápido possível”, disse Pimentel.

O secretário não descartou a possibilidade de parceria com a Sanepar. “Se conseguir fechar com a empresa, vamos entregar pronta a instalação e eles ficam encarregados da manutenção”.

Pimentel indicou que o problema do esgoto que corre a céu aberto também poderia ser solucionado através da companhia de saneamento. “Esse já é um outro projeto que também está em andamento, porém, se conseguirmos fechar com a Sanepar em breve, eles que ficarão encarregados de solucionar o problema”.

Comentários

FONTEFonte: Tribuna do Vale/Dayse Miranda/Crédito: Antônio de Picolli
COMPARTILHE