Tufão ‘Soudelor’ deixa 4 mortos e 1 desaparecido em Taiwan

Tormenta deixa rastro de destruição e 1,87 milhão de pessoas sem energia. Tufão segue em direção ao litoral da China.

6

Pelo menos quatro pessoas morreram, outras 27 ficaram feridas e uma está desaparecida em Taiwan após a passagem do tufão “Soudelor”, o mais potente do ano, que causou graves danos materiais na ilha e que pode chegar neste sábado (8) ao litoral da China.

Mãe protege seus filhos da força dos ventos de ‘Soudelor’ (Foto: Wally Santana / AP Photo)Mãe protege seus filhos da força dos ventos de Soudelor (Foto: Wally Santana / AP Photo)

Segundo o Centro de Operações de Emergência de Taiwan, entre os mortos há uma menina de 8 anos e sua mãe, que foram arrastadas pelo mar quando brincavam na praia na região de Yilan, no leste da ilha taiwanesa. Uma irmã gêmea da menina, que também se encontrava no local, desapareceu.

Os fortes ventos e chuvas provocaram a queda de várias árvores, semáforos e postes elétricos, o que deixou sem luz cerca de 1,87 milhão de famílias.

O centro do tufão chegou à ilha na madrugada desta sexta-feira (7), com ventos que em algumas áreas chegaram a ser de 250 km /h, enquanto as precipitações foram superiores aos mil milímetros em muitas regiões de Taiwan.

Parque inundado junto ao Rio Tamshui, em Taipei (Foto: Hsin Liu / Reuters)Parque inundado junto ao Rio Tamshui, em Taipei (Foto: Hsin Liu / Reuters)
Telhado cai e destrói carro em Taipei (Foto: Pichi Chuang / Reuters)Telhado cai e destrói carro em Taipei (Foto: Pichi Chuang / Reuters)

Os meteorologistas esperam que o tufão perca força durante este fim de semana e se transforme em tempestade tropical, mas a ilha continuará em alerta por tempestades todos estes dias.

O tufão avança na direção oeste e espera-se que chegue ao litoral da China neste sábado, razão pela qual as zonas mais próximas a Taiwan, como as províncias de Fujian e Zhejiang, declararam alerta laranja (segundo em importância).

Motociclista dirige entre árvores arrancadas ventos do tufão (Foto: Pichi Chuang / Reuters)Motociclista dirige entre árvores arrancadas ventos do tufão (Foto: Pichi Chuang / Reuters)

Apenas em Fujian foram retiradas mais de 158.000 pessoas de zonas de perigo, em sua maioria trabalhadores do setor pesqueiro.

Em essa e outras províncias da China se ordenou o retorno aos portos de todas as embarcações pesqueiras, e foram paralisados alguns trechos de ferrovia.

Vento derrubou motocicletas como se elas fossem brinquedos (Foto: Pichi Chuang / Reuters)Vento derrubou motocicletas como se elas fossem brinquedos (Foto: Pichi Chuang / Reuters)
Fonte: G1

Comentários

VIAEFE
FONTEG1
COMPARTILHE