Equipes encontram corpos dos 54 ocupantes de avião indonésio

Avião caiu no domingo (16) em região montanhosa da indonésia. Aeronave transportava 49 adultos e cinco crianças.

0

As equipes de resgate encontraram nesta terça-feira (18) os corpos dos 54 ocupantes do avião que caiu no domingo (16) em uma remota região montanhosa da parte indonésia da ilha Papua, em um acidente no qual não houve sobreviventes. Autoridades também informaram que já recuperaram as caixas-pretas da aeronave.

“Retiramos 54 corpos (do local do acidente). Com isto encontramos todos os passageiros e a tripulação”, anunciou Bambang Soelistyo, chefe da Basarnas, a agência nacional de resgates, segundo o portal “Detik”.

As autoridades acrescentaram que estão preparando o transporte dos corpos a Jayapura, capital da província indonésia de Papua, e local de onde decolou o avião antes de cair pouco depois de se aproximar de seu destino, Oksibil, no centro da ilha.

As equipes de resgate chegaram ao local às 9h30 (21h30 de segunda, 17, em Brasília), na província oriental de Papua, informou o diretor da agência nacional de buscas e resgates, Bambang Soelistyo. “O avião caiu e está completamente destruído. Restaram apenas fragmentos”, disse, descartando a possibilidade de haver sobreviventes.

O aparelho transportava 49 adultos, incluindo cinco integrantes da tripulação, e cinco crianças.

O avião, um ATR 42 (biturbopropulsor) da companhia Trigana Air, perdeu o contato com a torre de controle no domingo pouco antes das 15h local (3h no Brasil), depois de decolar da capital da província de Papua, Jayapura, com destino a Oksibil. Dez minutos antes do horário do pouso, o piloto entrou em contato com a torre de controle e pediu autorização para a aterrissagem, mas nunca chegou a seu destino, afirmou o capitão Beni Sumaryanto, diretor de operações da Trigana Air.

“Oksibil é uma área montanhosa onde o tempo é muito imprevisível. De repente, pode ficar nublado, escuro e com muito vento, sem aviso prévio”, explicou.

O diretor do correio de Jayapura, Haryono, informou que a aeronave transportava malotes com 6,5 bilhões de rupias em dinheiro (US$ 470 mil), que seriam distribuídos entre famílias pobres. “Quatro de nossos funcionários escoltavam o dinheiro”, afirmou Haryono.

A Trigana Air é uma pequena companhia aérea fundada em 1991 que oferece voos internos para quase 40 destinos na Indonésia. A companhia utiliza pequenas aeronaves na remota e montanhosa Papua. As más condições climáticas provocaram vários acidentes nos últimos anos.

Na quarta-feira (12) passada, um avião Cessna da companhia indonésia Komala Air caiu no distrito de Yahukimo, em Papua, acidente que deixou um morto e cinco pessoas gravemente feridas. As autoridades atribuem o acidente ao mau tempo.

A Indonésia tem um péssimo histórico na segurança aérea. Em dezembro do ano passado, um avião da AirAsia, que seguia da cidade indonésia de Surabaya para Cingapura, caiu no mar de Java e matou as 162 pessoas a bordo.

O setor aéreo indonésio registra um forte crescimento, assim como a economia do país, e cada vez mais pessoas escolhem o avião para suas viagens dentro do imenso arquipélago. Mas as companhias aéreas têm dificuldades para encontrar técnicos e pilotos bem treinados para prosseguir com o crescimento do setor.

Foto de arquivo de dezembro de 2010 mostra avião da Trigana Air Service ATR42-300, similar ao que desapareceu em Papua-Nova Guiné (Foto:  AP Photo)

 

Comentários

VIAEFE
FONTEG1
COMPARTILHE