Austrália para projeto de mineração na Grande Barreira de Corais

Justiça paralisou obras que representam grande ameaça para barreira. Projeto prevê exploração de uma mina de carvão no estado de Queensland.

7

A justiça australiana paralisou nesta quarta-feira (5) um grande projeto de mineração do grupo indiano Adani que, segundo os ativistas ambientais, representa uma ameaça para a Grande Barreira de Corais, considerada patrimônio da humanidade.

A decisão foi aplaudida pelos ecologistas, mas o grupo Adani expressou a determinação de prosseguir com o projeto, que representa um investimento de 16,5 bilhões de dólares australianos (11,08 bilhões de euros).

“Com o consentimento das partes, a Corte Federal deixou de lado oficialmente a autorização concedida pelas autoridades ao projeto Carmichael”, anunciou o ministério do Meio Ambiente.

O projeto, que a Austrália autorizou em julho de 2014, prevê a exploração de uma mina de carvão no estado de Queensland, que seria uma das maiores do mundo, a construção de uma linha ferroviária de 189 km e a ampliação de um porto de carvão em Abbot Point, perto da Grande Barreira de Corais.

A mina deveria produzir 60 milhões de toneladas por ano de carvão térmico. Em troca, o governo australiano havia adotado severas restrições ambientais.

Associações de defesa do meio ambiente criticaram a autorização por considerarem que o projeto seria responsável pela emissão de grandes quantidades de gases do efeito estufa, por suas consequências negativas para espécies vulneráveis e pelo “pobre balanço ambiental” do grupo indiano.

Comentários

FONTEG1
COMPARTILHE