Bobbi Kristina Brown tinha histórico de adormecer na banheira, diz site

Filha de Whitney Houston morreu neste domingo (26) aos 22 anos. Segundo TMZ, jovem inundou suíte na véspera da morte da mãe, em 2012.

16

Filha da cantora Whitney Houston (1963-2012) e do cantor de R&B Bobby Brown, Bobbi Kristina Brown, que morreu neste domingo (26) aos 22 anos, tinha um histórico de adormecer na banheira, informa nesta terça-feira (28) o site TMZ.

De acordo com o site, Bobbi Kristina inclusive ficou “extremamente bêbada” na noite anterior à morte de sua mãe, em 11 de fevereiro de 2012. Na ocasião, a garota participava de uma festa no bar do Bervely Hilton Hotel ao lado de Whitney. Em seguida, voltou para o quarto e caiu no sono na banheira, inundando a suíte.

Fontes disseram ao TMZ que Jose Baez, o advogado de Nick Gordon, namorado de Bobbi Kristina, vai citar este episódio para defender o cliente na investigação sobre homicídio. Em 31 de janeiro, a garota foi encontrada inconsciente justamente na banheira de sua casa, perto de Atlanta.

Equipes de emergência conseguiram reanimá-la, mas sua atividade cerebral foi muito afetada. Um relatório inicial da polícia citou afogamento. Na época, o amigo de Bobbi que a encontrou na banheira, Max Lomas, disse ter visto Nick Gordon limpando marcas de sangue e arrumando a casa.

Morte parecida com de Whitney
Sem ter acordado do coma, Bobbi foi levada, em março, a um centro de reabilitação. Em junho, diante da situação crítica, a família optou por transferi-la para um hospital para doentes terminais, onde ela vinha recebendo tratamentos paliativos.

O incidente se assemelha muito às condições da morte de Whitney Houston, no Hotel Beverly Hilton.

A cantora foi encontrada morta na banheira de seu quarto de hotel, após uma overdose de drogas, álcool e remédios. A perícia concluiu que a morte foi acidental, facilitada pelo uso de cocaína e por condições cardíacas.

Autópsia de Bobbi Kristina
Uma autópsia inicial do corpo de Bobbi Kristina Brown não encontrou sinais de lesões ou outra causa óbvia de morte, disseram as autoridades nesta segunda-feira (27) à agência Reuters.

O gabinete do centro médico responsável pelo caso afirmou que o tempo decorrido entre janeiro, quando Bobby foi encontrada inconsciente na banheira, e a sua morte deve dificultar a reconstrução dos eventos.

“A interpretação dos resultados da autópsia e outras informações também vão ser um desafio”, diz a nota obtida pela agência de notícias Associated Press. “No entanto, uma autópsia poderia ser útil para apontar questões que possam surgir a respeito da inconsciência e morte posterior.”

O legista ainda afirmou: “O Departamento de Polícia de Roswell continua a investigação quanto às circunstâncias, inclusive anteriores, que cercam o momento do incidente inicial que levou à morte dela”. O médico disse que testes de laboratório podem levar várias semanas, segundo a AP.

Comentários

FONTEG1
COMPARTILHE