Para Lucas e Orelha, Ivete é inspiração para que sucesso não suba à cabeça

Ganhadores do Superstar

14

Finalistas do “SuperStar”, Lucas e Orelha, Scalene, Versalle e Dois Africanos voltaram a se encontrar neste sábado (8), quase um mês depois do fim do reality musical da Globo, para o Festival SuperStar, no Citibank Hall, no Rio de Janeiro. Na plateia, grande parte do público se dividia entre os fãs dos vencedores do programa, Lucas e Orelha, e da banda Scalene, segundo lugar na atração apresentada por Fernanda Lima.

A “rivalidade” entre os adversários se refletiu no show. A Scalene, com seu som pesado, empolgou mais os fãs, que cantaram junto com a banda. Já o som melódico da dupla Lucas e Orelha embalou casais. A estudante de pedagogia Jordana Viana, de 23 anos, veio da Paraíba para assistir à apresentação e levou uma cesta de presentes e cartas do fã-clube “LuhrelhaVamosAlém” para Alê, percussionista da dupla que faz aniversário neste domingo.

Antes da apresentação, a dupla recebeu o UOL no camarim e revelou quem é sua maior inspiração para manter a humildade e para que o sucesso não suba à cabeça. “Vários artistas mostram uma coisa que não são. A gente mostra o que a gente é e se espelha muito na Ivete Sangalo, pelo que ela é hoje e pelo que ela passa para o público. Ela não tenta ser uma coisa que ela não é”, afirmou Lucas.

AgNews

Mariana Xavier prestigia Lucas e Orelha: “Quero colocar esses dois numa caixinha”

Mariana Xavier, a Claudete de ‘I Love Paraisópolis’, deu uma de fã no camarim e posou para fotos com os irmãos. “Conheci esses meninos ontem e fiquei completamente apaixonada. Quero colocar esses dois numa caixinha”, disse a atriz, às gargalhadas, ao ser chamada de Marcelina por Orelha. “Ô, Marcelina!”, gritou ele, em referência à personagem que a atriz interpretou no filme “Minha Mãe É uma Peça”.

Entre os integrantes do Scalene, a expectativa com o sucesso é bastante ambiciosa. Questionado se a banda quer fazer tanto sucesso quanto a Malta, vencedora da primeira temporada do reality, o vocalista Gustavo Bertoni respondeu: “Esperamos mais. O som da Malta é mais popular e por isso a ascensão foi rápida. A gente não tem pressa, mas quer construir uma carreira sólida”, contou Gustavo.

O guitarrista Tomas Bertoni disse que a Scalene relançará seus discos e, agora que se tornou conhecida em todo o Brasil, espera dobrar o número de shows. Atualmente, a banda faz cerca de quatro apresentações por mês. “Estamos indo para cidades do interior de vários estados que dificilmente iríamos se não estivéssemos fazendo sucesso”, comemorou.

Já a dupla Lucas e Orelha, depois da vitória no reality, tem feito média de dois shows por dia nos fins de semana e está em processo de gravação do disco de estreia “Vamo Além”, que será lançado em setembro e terá composições próprias.

Comentários

FONTEUol Música
COMPARTILHE