Dieta natural e vegetariana para pets vira moda; especialistas fazem alerta

Mas será que dá para cozinhar em casa para o cão e oferecer todos os nutrientes de que ele precisa?

0

Alimentação natural, comida caseira e até vegetarianismo para os animais de estimação têm ganhado cada vez mais adeptos recentemente. Mas será que dá para cozinhar em casa para o cão e oferecer todos os nutrientes de que ele precisa? E gato pode ser vegetariano?

O Pet Money falou com dois veterinários especializados em nutrição animal: a veterinária Eliana Teshima, da clínica Strix, e o professor Márcio Brunetto, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP.

Por onde começar?

Antes de aderir à dieta caseira ou vegetariana é muito importante consultar um veterinário e, se necessário, um especialista em nutrição animal para orientar sobre a dieta correta e corrigir uma eventual falta de nutrientes.

E não basta consultar um veterinário; é preciso seguir à risca suas orientações. Márcio conta que uma pesquisa feita no Hospital Veterinário da USP mostrou que mais da metade (60%) dos donos “mudam” a dieta prescrita, particularmente em relação ao uso de suplementos de vitaminas e minerais.

“Essas alterações aumentam as chances dos animais desenvolverem sinais de deficiência nutricional”, alerta Márcio.

A mudança na dieta do bicho deve ser feita de forma gradual, substituindo aos poucos a comida antiga pela nova, ao longo de alguns dias, afirma Eliana.

Prós e contras da dieta caseira

Prós:

  • quando bem formulada e preparada, pode ser mais saudáveis, por conter alimentos frescos e não ter corantes e conservantes;
  • em geral, é mais agradável para o paladar do animal e tem maior digestibilidade (mais nutrientes são absorvidos);
  • os cães podem defecar menos e ter fezes mais firmes.

Contras:

  • tempo maior gasto para comprar ingredientes e preparar a comida;
  • o preço costuma ser mais alto;
  • o animal pode rejeitar alguns ingredientes (e esses deverão ser substituídos por outros equivalentes);
  • há risco de faltarem nutrientes essenciais à espécie;
  • em geral, é preciso dar suplementos de vitaminas e minerais.

Dieta vegetariana pode?

Os dois veterinários foram categóricos: dieta vegetariana não é indicada para gatos, porque eles precisam de nutrientes que só existem em produtos de origem animal.

Para cães pode, mas com cuidados: deve ser corretamente balanceada, com todos os nutrientes essenciais para a espécie, substituindo a carne por outras fontes de proteína (como ovo, derivados do leite e grãos) e dando suplementos de aminoácidos e vitaminas se necessário (na dieta vegana, que não permite ovo, é sempre necessário dar aminoácidos e vitaminas sintéticas).

Sem carne é mais saudável?

Os dois especialistas afirmam que não há estudos científicos mostrando o resultado dessa dieta em longo prazo, mas dizem não ver nenhuma vantagem para o animal.

“Uma dieta saudável é uma dieta de qualidade. E dieta de qualidade é aquela composta de bons ingredientes e que contenha todos os nutrientes necessários. A dieta vegetariana/vegana deve preencher esses requisitos para ser considerada saudável”, diz Eliana. “Pode soar ruim para os vegetarianos, mas eles [os pets] adoram comer carne!”, diz Eliana.

Márcio diz que, em geral, o desejo de alimentar um cão ou gato com dieta vegetariana está diretamente ligado ao fato de o dono ser vegetariano. “Sempre alertamos esses tutores que manter os hábitos alimentares da espécie também é sinônimo de preocupação, carinho e bem estar animal”, diz.

Para entender: vegetariano ≠ Vegano

Vegetariano é quem não consome nenhum tipo de carne, seja vermelha ou branca.

Entre os vegetarianos também existem algumas variações: os lactovegetarianos consomem leite e derivados em sua dieta; ovolactovegetarianos utilizam ovo, leite e derivados na alimentação; já veganos ou “vegans” não consomem nenhum tipo de alimento de origem animal.

Comentários

FONTEUol
COMPARTILHE