No protesto em SP, 85% acham que Dilma deve renunciar, diz Datafolha

Ainda segundo pesquisa, 82% acham que deveria ocorrer o impeachment. Instituto ouviu manifestantes que foram à Avenida Paulista no domingo.

0

Segundo pesquisa do instituto Datafolha, 85% dos manifestantes que estiveram na Avenida Paulista no protesto deste domingo (16) acham que a presidente Dilma Rousseff deve renunciar ao mandato. Também de acordo com o instituto, 82% acham que Dilma deve sofrer impeachment.

O Datafolha ouviu 1.335 entrevistas, entre 12h e 18h. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Dos manifestantes, 49% acham que Dilma sairá da Presidência. Outros 44% acham que isso não vai acontecer.

A reprovação da presidente, que na última pesquisa do instituto foi de 71%, atingiu 95% entre os participante do protesto. Esse foi o índice dos que responderam considerar o governo da presidente ruim ou péssimo. 4% consideram o governo regular e 1%, bom ou ótimo.

O instituto quis saber também em quem os manifestantes votariam em caso de uma nova eleição presidencial. Essa hipótese só é possível caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) casse a chapa formada por Dilma Rousseff e pelo vice-presidente Michel Temer (há ações no tribunal movidas pela oposição que pedem a cassação da chapa).

No caso de uma nova eleição, 67% dos presentes disseram que votariam no senador Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo o Datafolha, o único outro político que aparceu com números expressivos foi Marina Silva, do PSB.

Perfil
O Datafolha também levantou dados sobre o perfil dos manifestantes. 61% eram homens. A faixa etária mais representada, com 40%, foi a de 50 anos ou mais. Em seguida, 30% tinham de 36 a 50 anos.

No quesito renda familiar, 25,17% ganham de R$ R$ 7.881 a R$ 15.760. Em seguida, a faixa de renda por família que mais apareceu, com 25,09%, foi a de R$ 3.940 a R$ 7.880. Em terceiro lugar, com 14,39%, foi a renda de R$ 15.760 a R$ 39.400.

Comentários

FONTEG1
COMPARTILHE