Policiais militares salvam a vida de bebê recém-nascido em Umuarama

Criança de 15 dias engasgou com o leite materno nesta segunda-feira (27). Soldados fiscalizavam bairro quando foram abordados por pai de bebê.

29

Dois policiais militares salvaram a vida de um bebê de 15 dias em Umuarama, no noroeste doParaná, após a criança engasgar com o leite materno na madrugada desta segunda-feira (27).

Os policiais militares Rafael Mateus Arduim e Pedro Markss Marinho dos Santos contam que encontraram o pai e a vó da criança em uma das ruas do bairro Parque Jaboticabeiras quando patrulhavam a região. Os dois soldados foram até a casa da família e lá realizaram os primeiros procedimentos para socorrer o recém-nascido.

“Realizamos os primeiro-socorros na casa, mas como a criança não respirava, optamos por levar pai, mãe e o bebê para o hospital de plantão. Lá, uma equipe do Corpo de Bombeiros conseguiu fazer o recém-nascido respirar”, lembra o soldado Mateus Arduim.

A calma e o raciocínio rápido dos policiais militares ajudaram a salvar o bebê. “Nunca passei por situação parecida. São mais de quatro anos na corporação, e é muito gratificante poder salvar uma criança. É uma sensação ímpar, sem igual”, diz o soldado Pedro Markss.

Diante de uma situação como essa, o policial militar Mateus Arduim orienta que os pais não se desesperem e liguem imediatamente para um dos telefones das equipes de emergência, como bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ou para a própria PM.

“Embora seja muito difícil, o pai ou a mãe precisam manter a calma e ligar para um número de emergência. Sabemos que já houve muitos casos como esse que foram solucionados através de uma ligação para o 190, 193 ou 192”, explica o policial militar.

Caso parecido em Cianorte
Há um mês, três policiais militares de Cianorte, na região noroeste, também salvaram a vida de um bebê de dez dias após o menino engasgar com o leite materno. Os policiais também foram parados pelos pais da criança em uma via de um bairro do município.

Comentários

FONTEG1
COMPARTILHE